09/08/2014

Sobre acertar os ponteiros:

















-

Cuidei, sorri, andei, amei.
Amei o ponteiro parado,  andei pelo quarto até cansar, sorri sozinha com a música certa, e cuidei de mim.
Pensei em fazer muita coisa, em te falar tantas outras, te chamar pra sentar e me ouvir cantar rouca.
Mas eu cantei alto, deitada de cara pro céu, fazendo tudo que eu quis, de olho fechado.
Com ponteiro parado!

Deitei no tempo e adulei um tanto pra ele ficar parado, do meu lado.
O dia se arrastou, e ele fez o que tinha que ser feito.

Parou, me olhou e passou.

Andou pro outro lado, pra eu não esquecer de acordar.
Correu de olho fechado, pra eu aprender a cuidar.
Cuidou do que ficou, e levou o que pesou. Lavou a cara!

Passou pro meu lado quando comecei a aprender.
A cuidar, sorrir, andar e amar.
Sem saber.

04/08/2014

Sobre o desejo:






















Segue, suga, salga.
Boca, boa, brasa.
Calma, chama, clara.
Medo, move, mundo. 
MUDA TUDO!